Reforma trabalhista, Demissão por acordo

“A partir de agora, empregado e patrão podem fazer acordo para demissão. Nesse caso, o empregado terá direito a: sacar 80% do FGTS, indenização de 20% sobre o saldo do FGTS, 50% de aviso prévio (se indenizado), demais verbas trabalhistas (saldo de férias, 13º.salário proporcional, etc.), entretanto o empregado demitido por acordo não terá direito ao seguro-desemprego.”

 

A possibilidade de demissão por acordo é uma das novidades da reforma trabalhista, que já está valendo. Ainda continuam existindo as outras formas de rescisão contratual, com as mesmas regras de sempre:

  • demissão sem justa causa,
  • demissão com justa causa
  • e demissão a pedido do empregado.

Confira esta e outras mudanças na lei: http://bit.ly/InfoReformaTrabalhista

 

Compartilhe este post nas redes sociais.

Você pode gostar...